G Geral

TJ mantém prisão de homem que foi filmado matando por ciúme em Campo Novo do Parecis

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Thaiza Assunção - Mídia News


A Segunda Câmara Criminal do Tribunal de Justiça negou habeas corpus e manteve a prisão de Cícero Leandro de Brito Silva, acusado de assassinar a facadas Leandro Alves Teles.

 

O crime ocorreu em Campo Novo do Parecis (a 391 km de Cuiabá) no dia 16 de outubro.

 

Cícero desferiu cerca de vintes golpes contra Leandro, no centro da cidade. Todo o crime foi filmado. O assassino acreditava que a vítima estava tendo um caso com a sua esposa.

 

A decisão foi dada durante sessão nesta quarta-feira (15). Os desembargadores seguiram por unanimidade o voto do relator, Pedro Sakamoto.

 

No habeas corpus, a defesa alegou “circunstâncias favoráveis” de Cícero, como primariedade, ocupação lícita, residência fixa e cooperação com as investigações

 

Em seu voto, Sakamoto afirmou que a manutenção da prisão se faz necessária para a garantia da ordem pública, instrução criminal e aplicação da lei penal e que eventuais condições favoráveis do acusado são “irrelevantes” no caso.

 

O crime

De acordo com a Polícia Civil, antes de ocorrer o homicídio, a esposa de Cícero estacionou seu veículo próximo a uma agência bancária e em seguida, Leandro aproximou-se.

 

Logo depois, o acusado chegou ao local de motocicleta e jogou o veículo contra a vítima.

 

Ele bateu com o capacete contra Leandro, pegou uma faca que estava no baú da motocicleta e foi em sua direção.

 

Populares que estavam próximos ao local alertaram Leandro, que tentou fugir, mas foi alcançado pelo acusado.

 

A vítima ainda tentou correr e buscar ajuda em um estabelecimento comercial, porém, os funcionários fecharam a porta e ele caiu no chão, quando Cicero o alcançou novamente e desferiu outros golpes, consumando o homicídio.

Publicidade
Censo
Publicidade
Banner Independência CastSeg 2

+ Acessadas

Publicidade
Censo 2