A Agro

Presença de abelhas aumenta a produção de soja e pesquisadores tentam descobrir o motivo

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Um projeto de pesquisa sobre a plantação de soja envolvendo a polinização de abelhas está sendo desenvolvido pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), no município de Alto Araguaia, a 426 km de Cuiabá, em parceria com a Associação dos Apicultores do Vale do Araguaia (AAVA).

 

O pesquisador da Embrapa, Décio Luiz Gazzoni, explica que, devido à polinização, quanto maior a produtividade de abelhas, maior é a produção de soja.

 

"Com a presença das abelhas, a produtividade aumenta, podendo gerar um lucro maior. A produção pode crescer até 13%", disse.

 

Uma das hipóteses é de que a presença de insetos polinizadores poderia complementar a fecundação das flores da soja, aumentando a produtividade.

 

De acordo com a Embrapa, o projeto está sendo trabalhado há cinco anos e procura estudar a relação entre as abelhas e a produção de soja na região. O objetivo é melhorar a produtividade e a preservação dos polinizadores.

 

Segundo a empresa, o estudo procura também entender os benefícios que a soja tem com a presença de abelhas e, por outro lado, qual o benefício que o apicultor tem por aproveitar a florada da soja para produzir mel.

 

A intenção, segundo Décio, é que essa junção seja benéfica tanto para o sojicultor quanto para o apicultor que, também pode aumentar a produtividade do mel, através do néctar das plantas.

 

“Essa pesquisa é importante para o avanço da cadeia produtiva”, enfatizou.

 

G1 MT
Foto: TV Anhanguera/Reprodução