P Política

Senadores de Mato Grosso votaram a favor do aumento de salário para ministros do STF

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Os três senadores de Mato Grosso, Cidinho Santos (PR-MT), José Medeiros (Pode-MT) e Wellington Fagundes (PR-MT), votaram a favor do aumento de 16,38% nos salários dos ministros do STF e do procurador-geral da República, saltando dos atuais R$ 33,7 mil para R$ 39,2 mil.

 

O aumento, que vem em um momento em que o Brasil enfrenta uma de suas piores crises fiscais, além de mais de 12 milhões de desempregados, deverá gerar um impacto anual nas contas públicas de algo entre R$ 4 bilhões e R$ 6 bilhões.

 

Isso porque os salários dos ministros são o teto constitucional dos vencimentos no serviço público e também um parâmetro para salários de várias carreiras, como promotores, juízes e delegados.