P Política

Reunião discute saúde financeira do Centro Hospitalar Parecis

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Contando com a presença de membros do Executivo, Legislativo e representantes da Associação Pró-Saúde foi realizado na manhã desta quinta-feira, 01 de fevereiro, uma reunião que abordou os números e as demandas existentes no Centro Hospitalar Parecis, que vem enfrentando dificuldades financeiras pois a receita através dos recursos federal, estadual e municipal não supre as despesas existentes.

 

Durante a reunião foi apresentado pelo diretor do Hospital, Tarcísio Moreira os números da receita e das despesas existentes, destacando o aumento significativo que os insumos utilizados para manter os atendimentos sofreram. Outra questão que preocupa a gestão do hospital diz respeito aos valores dos impostos pagos.

 

O presidente da Associação Pró-Saúde, Fabio Pompermayer, entidade que administra o Centro Hospitalar abordou a eminente necessidade de ampliar os recursos do município, tendo em vista que o Estado está omisso a vários anos. “Criou-se uma grande expectativa que com o atual governo do Estado os repasses seriam retomados, mas infelizmente todos nós nos decepcionamos e infelizmente não existe nenhuma expectativa que o governo estadual venha a repassar os recursos que é de sua responsabilidade”, expôs. Outro ponto apresentado pelo presidente e que requer uma atenção especial é quanto à necessidade do reajuste salarial dos funcionários que vem sendo prorrogado a mais de três anos. Pompermayer falou ainda sobre a demanda que exige além do aumento financeiro dos recursos investimentos na questão física do local.

 

O vereador Cícero dos Santos, que provocou a reunião afirmou que trata-se de um assunto que precisa de total atenção dos poderes constituídos e da comunidade como um todo porque envolve a saúde da população. “Estamos sendo constantemente cobrados quanto alguns atendimentos que deixaram de ser realizados e o que nos preocupa é a saúde financeira da instituição. Temos o dever de acompanhar mais de perto a realidade que se encontra o Centro Hospitalar e auxiliar de todas as formas para que o bom atendimento continue sendo oferecido”. Explicou Cícero, defendendo que o Estado seja convocado a assumir sua responsabilidade.


Convocar a população de uma maneira geral, através do comércio, clubes de serviços e a classe produtora foi uma alternativa apresentada pelo presidente do Legislativo, vereador Vanderlei Baioto, defendendo que todos temos a responsabilidade de auxiliar na manutenção e melhoria no atendimento que vem sendo realizado por essa tão importante instituição. “Acredito que esta reunião, provocada pelo vereador Cícero foi de fundamental importância e defendo que seja ampliada para as demais pessoas e entidades do município, porque somente com a união de todos teremos condições de continuar oferecendo um atendimento digno a todos que precisam da saúde pública em Campo Novo do Parecis”, defendeu Vanderlei.


O prefeito Rafael Machado expôs os avanços alcançados através do Consórcio Intermunicipal de Saúde, o qual está como presidente, destacando que assumiu a função com um déficit de aproximadamente R$ 1 milhão de reais e com o desligamento de vários profissionais das mais diversas áreas especializadas, mas que aos poucos o crédito junto a este profissionais vem sendo reconquistado e serviços que deixaram de ser oferecidos a população como oftalmologia, cardiologia, neurologia serão reestabelecidos e oferecidos a todos. “Objetivamos trazer estes atendimentos para Campo Novo do Parecis e com isso oportunizar mais comodidade aos pacientes que precisam destes atendimentos”, afirmou Rafael destacando ainda que é sabedor da necessidade de se aumentar o repasse ao Centro Hospitalar, mas que é preciso que este recurso não seja apenas para sanar os problemas e sim para ampliar o que vem sendo oferecido a população.


Ficou definido na reunião que o próximo passo é conclamar a população, através dos Clubes de Serviços, Associações constituídas e a classe produtora para auxiliar nesta questão.

Paulo Nogueira – Assessoria de Imprensa/ Câmara Municipal Campo Novo do Parecis