P Política

Mais de 8 mil títulos eleitorais são cancelados em Campo Novo do Parecis; saiba como regularizar a situação

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Mais de oito mil pessoas tiveram os títulos de eleitor cancelados em Campo Novo do Parecis por falta de cadastramento biométrico das digitais. A biometria é obrigatória em trinta e cinco municípios de Mato Grosso.

 

Quem perdeu o prazo para se recadastrar tem até o início de maio de 2020 para se regularizar e fazer a biometria.

 

Conforme o Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT), em Cuiabá, Várzea Grande e Sinop, ainda está sendo feito o cadastramento biométrico em caráter obrigatório. Apesar da obrigatoriedade, em Cuiabá e Várzea Grande, a Justiça Eleitoral está fiscalizando todo o recadastramento.

 

Atualmente na 60ª Zona Eleitoral de Campo Novo do Parecis, estão distribuídas 72 seções eleitorais mais de 26 mil eleitores sendo 17.735 cadastros biométricos e aptos a votarem nas eleições do ano que vem; 8.257 títulos cancelados e 257 eleitores suspensos pelo juiz eleitoral.

 

Em entrevista ao site Parecis.Net, o responsável pelo cartório eleitoral Arthur Silva falou sobre o novo prazo que os eleitores com os títulos cancelados têm para efetuar o cadastramento obrigatório.

 

“O TRE de Mato Grosso estendeu novo prazo para que os eleitores possam se cadastrar, e com isso possam exercer o seu papel de cidadão nas eleições municipais de 2020”.

 

O cartório eleitoral está localizado na Av. Brasil em frente ao Supermercado Real e está aberto de segunda a sexta-feira das 07h30 da manhã as 13h.

 

A biometria usa as impressões digitais para identificar o cidadão. O objetivo é ter mais segurança e evitar fraudes.

 

A coleta das digitais dura poucos segundos. Além disso, é tirada uma fotografia e cadastrada a assinatura digitalizada.

 

Quem é obrigado a comparecer ao recadastramento?

Estão obrigados ao recadastramento todos os eleitores convocados ou não pela Zona Eleitoral que estejam executando esse procedimento, no período informado, inclusive aqueles cujo voto é facultativo e já possuem título (analfabetos, maiores de 16 e menores de 18 anos e os maiores de 70 anos de idade).

 

Quais documentos levar?

– Documento oficial de identificação que contenha foto (como RG, CNH, Carteira Profissional, Passaporte, Carteira de Reservista ou Certificado de Alistamento Militar – EM ORIGINAL);

– Comprovante de residência recente (emitido, no máximo, há 3 meses) no nome do eleitor ou de parente, devendo comprovar o parentesco;

– Documento comprobatório de alterações de dados pessoais, se houver (como certidão de casamento com homologação de separação, sentença judicial etc.);

– Se for o 1º título eleitoral, necessita-se ainda do comprovante de quitação do serviço militar (para homens com idade entre 18 e 45 anos).  Se você tiver o Título Eleitoral anterior, leve-o (se o tiver perdido, não é necessário trazer boletim de ocorrência).