P Polícia

Homem vai a delegacia registrar B.O. por agressão da ex-mulher e acaba preso por estupro

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Um homem de 20 anos, morador da região central da cidade foi até a delegacia de polícia civil na tarde do último sábado (05) por volta das 15 horas e 40 minutos, para registrar um boletim de ocorrência por ser agredido pela sua ex-mulher, uma jovem de 21 anos de idade.

 

O que ele não esperava é que sua ex-mulher já estava na delegacia registrando um B. O. contra ele por estupro, segundo o B. O. registrado por ela que seu ex-marido vem perseguindo ela constantemente com o intuito de voltar para ela. No início da tarde de sábado (05), ela estaria se arrumando em sua casa para ir ao ponto de ônibus onde viajaria até o distrito Marechal Rondon local em que mora sua mãe.

 

Seu ex-marido começou a bater na porta querendo entrar e ela não o atendeu, começou a gravar um áudio dele insistindo entrar na casa, ela então não o viu mais.

 

A jovem se deslocou até o ponto de ônibus na Olacir de Morais saída para Brasnorte, foi então que o suspeito seu ex-marido apareceu com seu carro e com um canivete pediu que ela entrasse no carro, a vítima prontamente atendeu.

 

O suspeito dirigiu seu carro aproximadamente 30 km sentido Distrito Marechal Rondon pela BR-364, saindo para uma estrada vicinal divisa de duas fazendas, segurou as mãos da vítima e consumou o estupro, mesmo ela lutando para que não ocorresse.

 

Em seguida o suspeito gravou um vídeo com seu celular, dizendo que o ato foi espontâneo, nesse vídeo a mulher aparece tremendo e chorando pedindo para ir para casa, segura um canivete e pede “pelo amor de Deus me leva para casa”.

 

O suspeito então levou a vítima até o distrito Marechal Rondon, deixando ela próxima a casa de sua mãe. Amparada pelos familiares ela se deslocou para Campo Novo do Parecis para registrar a ocorrência.

 

No B. O. a vítima relata ainda que isso aconteceu porque seu ex-marido estaria com ciúmes de um amigo dela, desconfiando que o mesmo seria namorado dela, sendo que a vítima não confirmou.

 

No momento em que o suspeito chegou alegando ter levado um tapa da sua ex-mulher recebeu voz de prisão e encontra-se detido até que o poder judiciário julgue os procedimentos da denúncia.