C CNP

Sindicato irá recorrer de decisão judicial e greve continua em Campo Novo do Parecis

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Mesmo após decisão da desembargadora Antônia Siqueira Gonçalves, relatora substituta do Tribula de Justiça de Mato Grosso, que determinou o retorno dos profissionais da educação e fiscalização, o Sindicato dos Servidores Públicos de Campo Novo do Parecis, decidiu em assembleia realizada na manhã de sábado (11), que as categorias continuam em greve.

 

O Sindicato poderá sofrer multa diária de R$ 10 mil reais, de acordo com a decisão da desembargadora, por descumprimento da ordem judicial.

 

De acordo com o Sindicato, "Os servidores não voltarão às suas atividades nesta segunda-feira, 13, pois o prazo estabelecido pela justiça foi de 24h, levando-se em consideração a entrega do documento (sexta-feira às 17h55), o próximo dia útil será na segunda da semana que vem às 17h55 quando finaliza o prazo. Neste intervalo o jurídico do SSPM está elaborando a resposta ao TJMT".