C CNP

Campo Novo do Parecis; greve só acaba após análise das contas da prefeitura pelo Tribunal de Contas

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Em reunião, Sindicato dos Servidores volta a questionar números apresentados pelo Executivo.


Os profissionais da educação e fiscalização que estão em greve estiveram reunidos na manhã desta quinta-feira (02), com representantes do Sindicato dos Servidores Públicos de Campo Novo do Parecis, para mais uma vez, discutir os dados apresentados pelo executivo.

 

Conforme Jerusa Pinheiro, Presidente do Sindicato dos Servidores, as consultorias solicitadas pelo sindicato já encontraram erros da nova planilha publicada junto ao Portal da Transparência, a qual foi utilizada pelo executivo para debater os apontamentos apresentados pelo sindicato. Desta maneira, de acordo com Jerusa, a paralisação continua e um dossiê foi elaborado e encaminhado ao Tribunal de Contas de MT.

 

"Como nós vimos que não ia acontecer essa sindicância, imediatamente encaminhamos nosso relatório com mais precisão, com mais informações - porque a cada dia nós somos surpreendidos com coisas novas - e encaminhamos para o Tribunal de Contas, e o Tribunal de Contas já tem um processo aberto. A pessoa que recebeu o protocolo disse que não iria abrir um novo processo e que iria ser anexado ao processo anterior, que já estava aberto dentro do Tribunal", disse Jerusa.

 

Caso o TCE aponte que o percentual está acima do limite prudencial, 51,3%, os professores e fiscais deverão encerrar a greve, pois, o reajuste ficaria inviável no momento. Se as informações baterem com as apresentadas pelo SSPM, outras medidas deverão ser tomadas.

 

"Nós estamos aqui agora aguardando que o Tribunal realmente continue suas investigações e nós vamos esperar o percentual do Tribunal de Contas".

 

O Sindicato prepara mais um manifesto nesta sexta-feira (03), manifesto este que será silencioso, em frente ao Fórum da comarca de Campo Novo do Parecis.

Publicidade
Banner Coprodia
Publicidade
Banner Covid-19

+ Acessadas

Publicidade
Banner Covid-19