A Agro

Sindicato Rural de Campo Novo do Parecis faz doação de gorros para crianças e adolescentes do Agem

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

O presidente do Sindicato Rural de Campo Novo do Parecis, Antonio Cesar Brolio e o gerente sindical, Gezi Junior, estiveram nesta quarta-feira (16) na sede do Projeto Agente Mirim (Agem), desenvolvido por agentes penitenciários de Campo Novo do Parecis, para realizarem uma doação do sindicato ao projeto.

 

 

Uma tarde de muito sol foi o momento propício para a entrega. Na oportunidade foram distribuídos 300 gorros com a nova logomarca do Sindicato Rural de um lado e a logomarca do projeto do outro, um diferencial que não havia antes nas vestimentas. Os gorros irão servir para que os alunos do projeto fiquem protegidos dos raios solares durante suas atividades ao ar livre.

 

O Agente Penitenciário e coordenador do Agem, Fábio Aguiar, recebeu a doação e agradeceu o Sindicato Rural: "É sempre importante essa colaboração de todos, tendo em vista que nós somos uma entidade sem fins lucrativos e sobrevivemos de doações. Parcerias como esta, com o Sindicato Rural, trazem uma qualidade de vida melhor para as crianças e adolescentes do projeto Agente Mirim. Só temos a agradecer ao Toninho e ao Gezi pela doação feita e estaremos sempre de portas abertas para ajudar no que for necessário".

 

"As ações sociais realizadas pelo Agem, tem contribuído com a mudança comportamental de jovens e promovido a união entre as famílias do nosso município. Ficamos honrados em poder ajudar, pois sabemos que essas crianças e jovens são o nosso futuro", pontuou o presidente do Sindicato Rural, Antonio Cesar Brolio.

 

Agem

O Agem desenvolve um trabalho de voluntariado, que auxilia crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social, através de ensinamentos morais sobre: cidadania, patriotismo, hierarquia, disciplina e conhecimentos cívicos, com isso, os menores tem se distanciado do envolvimento com drogas entre outras práticas criminosas.

 

De acordo com os resultados de um questionário de percepção respondido pelos pais, referente aos filhos formandos de 2017, os dados apontam que 61% dos adolescentes melhorou sua agitação; 64% teve mais responsabilidade com compromissos; mais de 70 % melhoram o relacionamento em casa (pais, irmãos, parentes), na escola e com amigos. No demonstrativo constam relatos de cinco jovens que deixaram de usar drogas, sendo que um deles foi encaminhado ao processo de reabilitação voluntariamente e 31 de 32 alunos, segundo o relato dos pais, deixaram de andar com más influências.

 

Devido ao sucesso do projeto desenvolvido em Campo Novo do Parecis, o Agem está sendo pleiteado para ser implantado na capital Cuiabá.

 

ASCOM Sindicato Rural de Campo Novo do Parecis