A Agro

Outubro Rosa; palestra no Sindicato Rural de Campo Novo do Parecis reforça a importância de autoexame das mamas

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Neste mês de outubro, várias entidades reforçam o alerta sobre o diagnóstico precoce do câncer de mama, em uma ação que ganhou o nome de Outubro Rosa. O objetivo é que cada vez menos mulheres façam parte das estatísticas de mortalidade.

 

Não foi diferente para as Mulheres do Agro, grupo de esposas, irmãs, mães e filhas produtoras rurais que se reuniram na noite desta terça-feira (30), no Sindicato Rural de Campo Novo do Parecis.

 

O encontro teve como objetivo a prevenção do câncer de mama e do colo do útero, através de palestras da Coordenadora da Secretaria de Saúde do município, Rosana Segalotto e da Ginecologista e Obstetra, Flávia de Jesus Guimarães Piotrowski.

 

Miriam Berghahn, Presidente do Grupo Mulheres do Agro e membro da Diretoria do Sindicato Rural de Campo Novo do Parecis, lembrou da importância da mulher se cuidar e que por serem multitarefas, as mulheres às vezes acabam esquecendo de si.

 

“Às vezes subestimamos alguns sinais e nós temos como objetivo dentro do grupo das Mulheres do Agro, a troca de informações, a troca de ideias, conhecimento. Então achamos importante trazer duas profissionais da área de saúde que nos auxiliaram na realização de exames da mama. Isso é muito importante, pois nosso dia a dia é muito corrido. Todas nós trabalhamos e as vezes acabamos nos esquecendo. Cuidamos dos maridos, dos filhos, da casa, do trabalho e acabamos esquecendo um pouquinho de nós”, lembrou Miriam.

 

Já a coordenadora da Secretaria de Saúde de Campo Novo do Parecis, Rosana Segalotto, disse que essa é mais uma oportunidade para se levar informações sobre o tema ao maior número de pessoas possível.

 

“Tivemos mais uma oportunidade de estar trabalhando a campanha do Outubro Rosa, que chama a atenção das mulheres para a prevenção do câncer de mama e colo do útero. Apesar de ser um assunto recorrente, é sempre importante estar chamando a atenção para a prevenção. É importante a mulher ter o conhecimento do próprio corpo, poderem fazer o próprio autoexame, porque a prevenção começa no autoexame e no posterior diagnóstico e no tratamento precoce para ter um resultado positivo”, finalizou Rosana.

 

Sindicato Rural de Campo Novo do Parecis.