A Agro

Campo Novo do Parecis é destaque nacional em encontro de produtores indígenas

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, e o ministro de Meio Ambiente, Ricardo Salles, participaram nesta quarta-feira (13) do 1º Encontro Nacional de Grupo de Agricultores Indígenas, na Aldeia Matsene Kalore, em Campo Novo do Parecis. Os ministros conheceram a produção de soja comandada pela Cooperativa Agropecuária dos Povos Indígenas Haliti-Paresi, Nambikwara e Manoki. Representantes da Embrapa e da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja-MT), entre outras instituições, também participaram.

 

O modelo de produção sustentável foi apresentado para os representantes do Governo Federal pelo governador Mauro Mendes (DEM), o prefeito de Campos Novo do Parecis, Rafael Machado (PSD), e pelas lideranças indígenas do município.

 

A produção agrícola dos indígenas foi autorizada por meio de um Termo de Ajustamento de Conduta firmando junto ao Ministério Público Federal (MPF) e do Poder Judiciário.

 

“A lei pode ser mudada, é para isso que nós estamos lá no Congresso Nacional. As coisas evoluem, as coisas mudam, a vontade de vocês é soberana. Isso está na normativa da OIT (Organização Internacional do Trabalho), vocês têm de decidir o que vocês querem fazer, qual a vontade dos povos indígenas”, afirmou Tereza Cristina.

 

Além da soja, os índios plantam milho, feijão, batata e abóbora, entre ouros produtos, em uma área de 10 mil hectares.

 

“É muito importante estarmos aqui para prestigiar e enaltecer uma inciativa dos Paresi, que não querem ser para sempre dependentes do Estados, mas que buscam uma forma sustentável de agricultura”, disse Ricardo Salles.