A Agro

Alunos da rede Estadual de ensino conhecem de perto como produzir no campo e a dinâmica da Parecis SuperAgro

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Com o título "Projeto AgroPedagogico - Educação para o Campo; Eu Conheço; Eu valorizo”, alunos entre 14 a 16 anos no ensino médio da Escola Plena Integral Padre Arlindo, estiveram na tarde desta sexta-feira (29), no Parque de Exposição Odenir Ortlan e receberam orientações do Presidente do Sindicato Rural de Campo Novo do Parecis, Antonio Cesar Brolio, acompanhado do gerente sindical Gezi Júnior e do supervisor do Parque de Exposição Willian, sobre como produzir no campo, além de demonstrações e informações de como é desenvolvida a Parecis SuperAgro, uma das maiores feiras tecnológicas do agronegócio do País.

 

Coordenada pela professora Elisabete Maria Rena, a turma teve a oportunidade de assimilar as informações de como é produzir no campo, do plantio ao destino final da cultura, e sanar outras dúvidas.

 

“É sempre importante passar nosso conhecimento adiante. Essa turma de alunos teve na tarde desta sexta, a oportunidade de obter conhecimentos, de obter informações de como funciona a dinâmica de uma propriedade rural, e é uma satisfação recebe-los e procurar ajudar e informar naquilo que eles precisam”, disse o presidente do Sindicato, Antonio Cesar Brolio.

 

A finalidade do projeto AgroPedagogico é mostrar aos alunos a situação do mercado agrícola local e como esse mundo funciona deste o plantio até a colheita. Com isso, o Sindicato Rural acolheu a ideia em levar aos alunos essa realidade.

 

Na oportunidade, o presidente Antonio Cesar Brolio conversou com os alunos, debateu várias ideias sobre o mercado agrícola em Campo Novo do Parecis, trazendo assim a feira mais próxima a comunidade/aluno, onde foi debatido com detalhes todas as culturas ali plantadas para serem apresentadas nos dias da feira.

 

Para a professora Elisabete Maria Rena, esse encontro serviu para mostrar aos alunos a importância e a verdadeira realidade da agricultura de Campo Novo do Parecis, através de aulas teóricas.

 

- Percebemos que há uma necessidade em mostrar a comunidade/aluno a real situação agrícola por muitas vezes haver questionamentos no meio sobre as condições que o homem do campo passa.

 

- O projeto é um verdadeiro laboratório aberto de aprendizagem viva, onde se oportuniza o conhecimento vivenciado nas visitas, de forma que o aluno entenda o mecanismo todo, exercitando a capacidade dos alunos a perceber, analisar e interagir com o homem que faz e alimenta o mundo o agricultor.

 

“É fazer com que a comunidade aprenda que ser homem do campo, é enfrentar muitas dificuldades e não é só “vida boa”, como grande maioria pensa”, salienta a professora Elisabete.

 

ASCOM | Sindicato Rural de Campo Novo do Parecis